• en
  • fr
  • de
  • es
  • zh-hans
Coficab

O PRIMEIRO MINISTRO VEIO À GUARDA, PARA ASSISTIR À ASSINATURA DO CONTRATO DE INCENTIVOS FISCAIS À COFICAB

O Primeiro Ministro disse na Guarda que a valorização do interior do país tem de ser um grande objetivo nacional. António Costa falava durante a cerimónia de assinatura de um contrato de incentivos fiscais para a nova unidade da COFICAB, na Guarda.

A COFDATA irá nascer na Plataforma Logística da cidade e está totalmente vocacionada para o desenvolvimento de cabos de dados e de alta voltagem para automóveis com a tecnologia 4.0, e vai ocupar 5 hectares e 18 mil metros quadrados de área. O investimento será de 70 milhões de euros, que irá permitir a criação de 129 postos de trabalho, subindo para 200, em 2020.

Na cerimónia de assinatura de contrato, António Costa enalteceu a aposta da empresa e destacou que o interior do país tem muitas potencialidades que não estão aproveitadas. António Costa acrescentou que a COFICAB para além de investir também apostou na inovação, o que vai permitir fixar mais postos de trabalho. O Primeiro Ministro adiantou ainda que a COFICAB é um exemplo da dupla internacionalização.

A opinião foi partilhada pelo Ministro Adjunto e da economia, que também esteve presente na cerimónia. Siza Vieira, diz que a COFICAB é um exemplo a nível nacional. O governante referiu ainda alguns apoios que estão previstos para o interior do país, nomeadamente para as empresas.

Já o presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro, considera que os apoios estatais à COFICAB são mais que justos e destacou também o papel dos empresários da região. O autarca adiantou que os apoios nunca são demais e desafiou o primeiro ministro a intensificar ainda mais as medidas de valorização para o interior do país.

O novo investimento da COFICAB é de 70 milhões de euros e vai permitir criar até 200 postos de trabalho. O chefe de tecnologias e operações do grupo, João Cardoso disse que esta nova unidade que vai ser criada na PLIE, vai impedir a fuga de jovens para outras paragens.